APAIXONADOS POR CRISTO – Dia 15

 

DE DENTRO PARA FORA 

Texto: “Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. “ (Gálatas 5.24)

Muitos de nós já oraram e oram diariamente por transformação, por renovação e por mudança. E quando pedimos isso, será que lembramos que a mudança ocorre de dentro para fora? Será que lembramos que essa transformação ocorre a partir do mais íntimo do nosso coração? 

A mudança nem sempre é prazerosa. Ela nem sempre acontece em áreas fáceis da nossa vida. E é nessa hora que devemos nos aproximar mais ainda do nosso Deus e pedir a Ele que nos dê forças e motivação para continuar esse processo. Existem muitos quartos bagunçados no nosso interior; há muitas paixões que queimam dentro de nós que precisam ser confrontadas e encaradas face a face. E só podemos e conseguimos enfrenta-las quando estamos de mãos dadas com Jesus. E será que estamos dispostos a entregá-las a Deus para completa renovação? 

Em Lucas, capítulo 9, versículo 23, Jesus diz que se alguém quiser o acompanhar, deve negar a si mesmo diariamente para então tomar a sua cruz e segui-lo. Essa é uma decisão muito difícil de ser tomada, e que envolve negar prazeres diários para seguir o Salvador. Apesar de difícil, é uma decisão que tem um resultado valioso. É um caminho estreito, mas que ao fim dele, há uma vida eterna a ser vivida. 

A partir do momento que nós negamos, podemos tomar posse da graça que Jesus derramou quando se entregou por nós naquela Cruz. A partir do momento em que começamos a crucificar nossa carne diariamente, damos oportunidade de viver a verdadeira vontade de Deus para nossa vida, a vontade que é boa, perfeita e agradável. E dessa forma, chega a hora que você se pergunta: ok, eu já neguei a mim mesmo, decidi crucificar minhas paixões e viver por inteiro para Deus, o que eu faço agora? 

Quando nós entregamos verdadeiramente ao Soberano, e damos a Ele a oportunidade de nos moldar da maneira que Ele deseja, o Espírito Santo começa a agir em nós de forma sobrenatural. Deus passa a caminhar conosco de mãos dadas, nos guiando pela trilha da vida eterna. Ele passa a tornar muito mais fácil essa luta de crucificar nossa carne diariamente, pois nos faz enxergar o alvo, o farol no fim da estrada. 

A medida que essa transformação vai acontecendo, uma vida de intimidade com Deus vai surgindo e a vontade de viver cada vez mais o que nosso Pai tem para nós, vai aumentando. A Bíblia diz que quando Moisés entrava na tenda de encontro com Deus, saía de lá com a face resplandecendo a glória divina, e é dessa forma que passamos a viver quando buscamos uma vida de intimidade com Deus. 

A nossa mudança, quando é sincera, se torna visível, se torna palpável. As pessoas com as quais convivemos passam a nos enxergar de forma diferente. Passamos a viver de forma semelhante a Jesus e isso é incrível. 

E ao olhar para trás e enxergarmos todas as coisas que crucificamos para poder viver essa vida de intimidade e maravilhas com Deus, pensamos: valeu muito a pena. 

UPC – Ministério de Universitários da Primeira Igreja Batista de Curitiba.

Gostaríamos de agradecer a Primeira Igreja Batista de Curitiba por fornecer esse Devocional.

Para mais informações, visite: https://www.pibcuritiba.org. br /

Autores: Dayse Morais; Filippe de Castro Raimundo; Gabriel Lago; Guilherme Henrique Trevizan; Larissa Yurkevitch Damigo; Leonardo Santos Tozin; Luis Augusto Baisch Soares; Luiz Fernando Virmond Farah; Marcelo Kenji Saita; Rafaela Antunes; Roberta Maziero; Stephanie Jimenes Tassoulas)

Compartilhe! 👇🏿 | Alguém precisa de você.

Deixe um comentário